Factores de Crescimento

Genética da planta

Por vezes é difícil distinguir se a planta está a responder à alimentação que lhe é dada ou se ao que está escrito no seu ADN (ex: sementes de fraca qualidade).

Luz

A compreensão da influencia dos ciclos de luz nas plantas é essencial para promover bons cultivos.
Em geral podemos considerar que ao ar livre 5 a 6 horas de sol direto ou boa luminosidade é suficiente. No exterior é normal que as plantas fiquem "saturadas" de sol, sendo uma boa opção a colocação de uma rede de ocultação de 10-25% dos raios solares. Também não devemos esquecer que neste caso, devido à exposição aos factores climatéricos (calor, vento) o consumo de água e nutrientes tenderá a ser maior.

Para cultivos interiores onde controlamos os ciclos de luz na totalidade é comum usarem-se lâmpadas LED, fluorescentes (CFL), Metal Halide (MH) ou de alta pressão de sódio (HPS) com os ciclos:
- 18h a 24h para o ciclo vegetativo, germinação ou o enraizamento
- 12h para o ciclo de floração
Recentemente têm aparecido outros métodos que sugerem outros ciclos de luz como o Método 12h/12h.

Temperatura

As plantas aguentam um largo espetro de temperaturas que vão desde os 7ºC aos 30ºC mas no geral os melhores resultados são obtidos quando as temperaturas estão entre os 18º e os 25ºC. Abaixo de 7ºC e acima de 30ºC as plantas podem parar ou reduzir o seu crescimento, entrando numa espécie de dormência até as condições melhorarem.

Fase Temperatura Humidade
Germinação/Enraizamento 18ºC-25ºC95%-100%
Ciclo Vegetativo18ºC-25ºC50%-70%
Ciclo Frutificação18ºC-25ºC40%-60%

Necessidades de O2/CO2

Quando cultivadas ao ar livre as plantas conseguem satisfazer todas as suas necessidades de O2 e CO2, mas quando cultivadas dentro de casa poderá haver algumas carências sendo necessário promover uma boa circulação de ar, utilizando o posicionamento junto de janelas ou até a introdução de ventoinhas, extractores/intractores de ar.